ESCRITOS DO GABRIEL

(Tentar que nossas palavras sejam, através de nós ou, quiçá, apesar de nós.
Meus textos, meus rascunhos com erros... )



"Então, um dia comecei a escrever, sem saber que estava me escravizando para o resto da vida a um senhor nobre, mas impiedoso. Quando Deus nos dá um dom, também dá um chicote – e esse chicote se destina exclusivamente à nossa autoflagelação."

Introdução do livro Música para Camaleões, de Truman Capote.

sábado, 7 de agosto de 2010

Idioma



As palavras tensas,
que não encontro
no dicionário espanhol-português,
as caricias corrigem.

Nunca soletradas em idioma nenhum.

3 comentários:

José Carlos Brandão disse...

Do incêndio das palavras
Nascem novas imagens
Como pedras em brasa
Talvez pássaros no ar
Para que o poema
Seu grito, seu silêncio,
No bronze, permaneça.

Abraços.

Í.ta** disse...

as palavras tensas.

as leituras 'inda mais.

excelente, gabriel!

grande abraço!

Gabriel Gómez disse...

Obrigado José (muito bom te ver por aqui...). Obrigado ítalo... sempre.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails