ESCRITOS DO GABRIEL

(Tentar que nossas palavras sejam, através de nós ou, quiçá, apesar de nós.
Meus textos, meus rascunhos com erros... )



"Então, um dia comecei a escrever, sem saber que estava me escravizando para o resto da vida a um senhor nobre, mas impiedoso. Quando Deus nos dá um dom, também dá um chicote – e esse chicote se destina exclusivamente à nossa autoflagelação."

Introdução do livro Música para Camaleões, de Truman Capote.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Errata do livro "Exercícios da Ausência"


Onde diz “mudança” deve-se ler apenas “repetidas trocas de móveis e tintas nas paredes com umidade e reboque”.
Onde aparece pendurado o aviso de “não estou”, quer dizer “adeuses falsos de ir e vir”.
A palavra “espirar” (respirar) tem a grafia errada; na verdade seria “expirar” (morrer).
“Perfume” representa
“cheiro de livros antigos detrás da sua orelha e dedos”.
O que parece concluído apenas está abandonado.
Quando se lê “ausência”, ou nada se vê, não se deverão dar as mãos às coisas que já não estão, mas apagar os rostos dos lenços molhados e tirar as velhas formas dos travesseiros.

Onde nada diz, nem sempre é verdade.

(do meu livro "Exercícios da Ausência")

4 comentários:

Cassandra disse...

Criativo, fantástico início!
Até depois.
Beijo.

Anônimo disse...

Toda ausência tem uma errata.
Adorei o livro!

Korvo Negro disse...

OI GAbriel, sou escritor e mro na cidade de jaraguá do sul, gostaria de saber como posso publicar minhas obras. Escrevo literatura Gótica, Ficcção... Se poder me ajudar, serei grato. Sucessos .

http://korvonegro.blogspot.com

Gabriel Gómez disse...

Oi! Nada melhor que morando em Jaraguá, entrar em contato com Carlos Schroeder, da Design Editora... Ele é uma referencia na área.
Obrigado pela visita e sucesso com as obras!
Abraço.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails