ESCRITOS DO GABRIEL

(Tentar que nossas palavras sejam, através de nós ou, quiçá, apesar de nós.
Meus textos, meus rascunhos com erros... )



"Então, um dia comecei a escrever, sem saber que estava me escravizando para o resto da vida a um senhor nobre, mas impiedoso. Quando Deus nos dá um dom, também dá um chicote – e esse chicote se destina exclusivamente à nossa autoflagelação."

Introdução do livro Música para Camaleões, de Truman Capote.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Pai...

Digo pai
e abro novamente as gaiolas
dos pássaros que não sabiam
que não ias voltar
(quem cuidaria deles naquela noite?),
porque tinhas caído na rua
para sempre,
e o fraco braço da mãe
não segurou,
pensando apenas
ser um tropeço, falha do passo
que torceu o destino,
e a dor,
que ainda exorcizo em sonhos,
interminavelmente,
quando tive que escolher tua gravata,
pai,
e falar pra ela
a verdade da partida.


(Foi para ele que dediquei meu livro "Exercícios da Ausência", com lançamento marcado para o dia 6 de abril.)

10 comentários:

Emoções disse...

Para ser poeta basta ser sincero, escrever o que sente, amar o que realmente deseja, e esquecer a beleza superficial das palavras que formam a poesia, pois se verdadeiro é o seu sentimento, puro será seu coração...e lindas serão suas palavras!

Cassandra disse...

O que dizer Amigo?
Escrever da beleza de tuas palavras, do orgulho que como filho te tornasse para teus pais, da certa felicidade que sente Sr. Manolo (aonde estiver) por esta homenagem de seu filho... é pouco, é minimizar sentimentos, é aprisionar os pássaros e deixa-los ali...sem quem cuide deles...
Beijo!

Gabriel Gómez disse...

Luna... Para ser poeta temos que voar sempre além da asa...
Obrigado pelas palavras, visita e seguir-me nos escritos e solitários instantes.
Abraço!

Cassandra... Mas veja você, queria, mas não consegui escrever nada parecido para que faça parte do livro... Agora, quase pronto, aparece este poema que conta literalmente, o que aconteceu naquela noite... (bloqueio?) Sem mais nem menos. Apenas consegui dedicar este livro de ausências a ele...
Em algum lugar, continua cuidando de seus pássaros...
Obrigado e beijo.

Anônimo disse...

Lindo... Lindo! Sem palavras.

Anônimo disse...

Triste, triste. Adorei pelo triste.

Cassandra disse...

Está de greve???
Melhor, espero que estejam curtindo o final de semana por aí... aqui está a maior chuva - deve ter estragado o baile (pena).
Bjs aos dois.

Cassandra disse...

Descobri que voce não está literalmente em greve...rsrsrs
É sério: a página com o convite para o lançamento do teu livro, não consigo abrir (dá erro). Consigo acessar teu blog com esta última postagem (vi que voce postou o convite ontem...)
Não sei se é erro do meu computador mas, vale checar.

Gabriel Gómez disse...

As mensagens estão chegando com demora ou alguma coisa aconteceu... Apenas agora chegaram... E não tem nenhuma postagem do convite (ainda).
Beijo!

Cassandra disse...

Ufa!
Pensei que estava bravo comigo... era um silêncio... rsrsrs
Olha o que tenho sobre o convite:

Convite
postado por Gabriel Gómez em ESCRITOS DO GABRIEL - 2 dias atrás
Convite oficial da prefeitura de Rio do Sul para o lançamento do meu novo livro "Exercícios da Ausência", no dia 6 de abril.

Algo está acontecendo no mundo da net...
Beijo.

Gabriel Gómez disse...

Não posso contrariar o passado... Vou publicar ele então nos próximos dias... rsrs.
Beijo.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails