ESCRITOS DO GABRIEL

(Tentar que nossas palavras sejam, através de nós ou, quiçá, apesar de nós.
Meus textos, meus rascunhos com erros... )



"Então, um dia comecei a escrever, sem saber que estava me escravizando para o resto da vida a um senhor nobre, mas impiedoso. Quando Deus nos dá um dom, também dá um chicote – e esse chicote se destina exclusivamente à nossa autoflagelação."

Introdução do livro Música para Camaleões, de Truman Capote.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Cerimônias do Silêncio (19)

Prova

Estranho.

Um adjetivo,
uma palavra,
(que se junta a esta) outra,
uma voz que articula a palavra.
Virgulas,
pontos.

Pausas.

Eu continuo escrevendo
no ar
com meus cadarços
e me deixo dizer
pelo silêncio.

2 comentários:

Rocío Martín disse...

Hola Grabiel! Estuve leyendo tus últimas entradas... Me cuesta mucho entender el portugués, pero bueno, por ahí engancho algo...!
Saludos.

Gabriel Gómez disse...

Hola Rocio... Volvi hoy de Bs As, me quede una semana... Sé que puede costar un poco, pero como salida está el traductor (arriba de todo - traducir) que ayuda un poco. Bueno, gracias por intentarlo... Saludos!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails