ESCRITOS DO GABRIEL

(Tentar que nossas palavras sejam, através de nós ou, quiçá, apesar de nós.
Meus textos, meus rascunhos com erros... )



"Então, um dia comecei a escrever, sem saber que estava me escravizando para o resto da vida a um senhor nobre, mas impiedoso. Quando Deus nos dá um dom, também dá um chicote – e esse chicote se destina exclusivamente à nossa autoflagelação."

Introdução do livro Música para Camaleões, de Truman Capote.

sábado, 19 de junho de 2010

Palavras cruzadas


Horizontais
1- Abraçar com todas as lágrimas.
2- Verso que deve ser lido de costas para o público.
3- Cheiro do céu nublado.
4- Cartas delidas
5- Memórias dos brinquedos.

Verticais
1- Soletrado sem letras.
2- Rio que morre entre as pernas
3- Silêncio que machuca o lábio.
4- Ato de inspirar o poema pelo nariz e expirá-lo pela boca.
5- Palavra que salva se não escrita.

5 comentários:

Roberta Ávila disse...

Adorei! A vida da gente é cheia de cruzamentos inusitados que não se explica =D

Bjos

Í.ta** disse...

isso que eu digo que é propor ao leitor leituras efetivas!

grandioso abraço!

Eduardo Silveira disse...

há, realmente muito bom! :)
juntastes poesia e palavras cruzadas, dois ótimos jeitos de brincar com as palavras ^^

kajub disse...

Resolvida!
(Voce me botou para pensar...)
Beijos

Gabriel Gómez disse...

Obrigado Roberta, ítalo, Eduardo, Kajub... As palavras continuam cruzadas por interpretações diversas...
Abraços.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails