ESCRITOS DO GABRIEL

(Tentar que nossas palavras sejam, através de nós ou, quiçá, apesar de nós.
Meus textos, meus rascunhos com erros... )



"Então, um dia comecei a escrever, sem saber que estava me escravizando para o resto da vida a um senhor nobre, mas impiedoso. Quando Deus nos dá um dom, também dá um chicote – e esse chicote se destina exclusivamente à nossa autoflagelação."

Introdução do livro Música para Camaleões, de Truman Capote.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Há um livro esquecido no banco...


A cada ensaio os atores moldam as características da apresentação final


Um banco, uma praça, seis personagens e um livro. O roteiro teatral “Errante”, do escritor riossulense Gabriel Gómez, ganha vida nos ensaios realizados todas as quintas-feiras, na Fundação Cultural de Rio do Sul. A peça estreará nas comemorações da Semana do Livro.

A trama gira em torno deste curioso volume, esquecido em um banco, gerando discussão sobre a importância da poesia na vida e no cotidiano. Os personagens se revezam à medida que novos temas ganham espaço na peça.
De acordo com o diretor Kaio Gomes Bergamin, o texto original possuía somente dois personagens. “Ao estudá-lo, percebi que existem propostas diferentes no decorrer da peça, com início e fim. Desta forma, consegui ampliar o quadro de personagens sem sobrecarregar os atores”.
Os personagens são criados de acordo com a cena. “O texto nos deu essa liberdade”, comenta o diretor. Pela abertura que o texto proporciona, ele imagina que seria possível montar um espetáculo com até 20 atores diferentes. “Podemos imaginar, por exemplo, uma estação de trem, onde pessoas desconhecidas se encontram em torno deste livro”.

Do texto a peça
Bergamin conta que a evolução do texto para a encenação depende de três pontos específicos. Em um primeiro momento, diretor e atores fizeram uma avaliação do roteiro, procurando evidenciar os objetivos de cada personagem.
O “passadão” ilustra, na linguagem teatral, os ensaios, a marcação e a evolução corporal durante a apresentação. O terceiro ponto explorado é a entonação e a marcação vocal, onde os personagens demonstram a emoção suprimida no texto.
O diretor conta que alguns cortes foram fundamentais para maior dinâmica da peça. “É muito comum existir modificações entre o roteiro e a representação no mundo do teatro. Como ‘O Errante’ é um texto aberto, temos a possibilidade de suprimir ou acrescentar as falas sempre que acharmos necessário”, argumenta.

Após a publicação de três livros, várias coletâneas, alguns prêmios literários e ter sido homenageado como patrono da recente feira do Livro do Alto Vale, Gabriel Gómez, seu autor, conta que é sua primeira experiência escrevendo teatro: “Essencialmente é uma homenagem ao livro... Embora envolva a solidão e carência das pessoas, a falta de encanto essencial para encarar o dia e a indiferença de um modo geral... Foi e está sendo uma experiência gratificante, diferente de tudo que já fiz...”.

Há 10 anos trabalhando com teatro, Bergamin assume como um novo desafio trabalhar com o roteiro de Gómez. “Este é um texto extremamente poético, com linguagem diferenciada. Com certeza esta foi uma proposta diferente, a qual nunca tinha trabalhado”. Além disso, acha fundamental a valorização e incentivo do trabalho cultural do autor, que reside em Rio do Sul. “Temos a possibilidade de maior acessibilidade e interação com o autor, o que resultará em um trabalho diferenciado, de grande qualidade”, explica.

Os atores que representam “Errante” são: Ana Cristina Gaebler Loffi; Karoline Bergozza Zambom; Monique Sara Guber; Gisele Ferrãn; João Paulo da Silveira e Qiah Salla.

Credito – Rafael Beling (Jornal A Cidade)

3 comentários:

Í.ta** disse...

mas esse homi não para! transita por tudo.

já curioso por esse texto e por essa apresentação :)

grande abraço!

Cassandra disse...

Que bom mais esta experiência Gabriel!
O texto é marcante, e considerando que a criatividade nos permite esquecer a nós mesmos e reinventar a vida, esta será também uma oportunidade para questionar as premissas e reexaminá-las, como se olhássemos para elas pela primeira vez...
Beijo

Anônimo disse...

Muito bom! Os temas eternos da tua escrita.
Parabéns!
Estarei lá.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails