ESCRITOS DO GABRIEL

(Tentar que nossas palavras sejam, através de nós ou, quiçá, apesar de nós.
Meus textos, meus rascunhos com erros... )



"Então, um dia comecei a escrever, sem saber que estava me escravizando para o resto da vida a um senhor nobre, mas impiedoso. Quando Deus nos dá um dom, também dá um chicote – e esse chicote se destina exclusivamente à nossa autoflagelação."

Introdução do livro Música para Camaleões, de Truman Capote.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Eu leio no bar

Moradores e turistas que frequentam bares em Buenos Aires, e desfrutam o prazer da leitura, agora poderão ter livros a disposição para ler no local.
Numa proposta do Ministério da Cultura, foi lançado em 15 notáveis bares da cidade (um deles é nosso conhecido “Tortoni”), o projeto “Eu leio no Bar”.
Nesta primeira etapa foram contemplados apenas livros da coleção completa da obra de Jorge Luis Borges, doados pela Metro Publishing.
Acredito que exista alguma proposta parecida no Brasil; eu mesmo conheço uma panificadora em Curitiba (Pote de mel) que oferece e empresta livros.
Esta iniciativa contribui para outras ações que promovem atividades literárias, como a Semana do Livro, a Noite das Bibliotecas, entre outros projetos. A cidade foi escolhida como Capital Mundial do Livro 2011 pela UNESCO.
Para quem viaja a Buenos Aires e já fica surpreso com a quantidade de pessoas lendo em bares, sem dúvida, agora este número irá aumentar...

Um comentário:

Í.ta** disse...

êita ideia pra lá de boa!!!

abraço, gabriel.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails