ESCRITOS DO GABRIEL

(Tentar que nossas palavras sejam, através de nós ou, quiçá, apesar de nós.
Meus textos, meus rascunhos com erros... )



"Então, um dia comecei a escrever, sem saber que estava me escravizando para o resto da vida a um senhor nobre, mas impiedoso. Quando Deus nos dá um dom, também dá um chicote – e esse chicote se destina exclusivamente à nossa autoflagelação."

Introdução do livro Música para Camaleões, de Truman Capote.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Reflexões sobre a escrita (por Norman Mailer)


  1. Escrever é algo espectral. Não existe a rotina do escritório para manter-te em marcha, apenas a página em branco de cada manhã, e nunca sabes de onde vem tuas palavras, essas palavras divinas.

  2. Uma e outra vez descubro que meu inconsciente ira revelar-me o que eu decida, quando ele o decida.

  3. Ao escrever um livro, existem momentos excepcionais que sentes como se estivesses descendo um refletor ao abismo da tua alma.

  4. O escritor é todo-poderoso quando se senta ante seu escritório, mas na cena pública pode sentir que seus direitos são insignificantes. Sua coragem, se é que tem, deve aprender a conviver com as feridas que deixam os comentários da sua obra.

  5. Não importa sobre que te descobres escrevendo, se está te dando a energia suficiente para continuar, então, a obra tem uma relação contigo a essa altura não a questionas.


    Trecho do livro “Un arte espectral – Reflexiones sobre la escritura”, (em espanhol) de Norman Mailer (Tentei passar a idéia do texto na tradução para o Blog)

Um comentário:

Í.ta** disse...

preciso ler coisas deste autor, gabriel!

teu blog, como sempre, impecável em referências.

parabéns!
e um grande abraço.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails