ESCRITOS DO GABRIEL

(Tentar que nossas palavras sejam, através de nós ou, quiçá, apesar de nós.
Meus textos, meus rascunhos com erros... )



"Então, um dia comecei a escrever, sem saber que estava me escravizando para o resto da vida a um senhor nobre, mas impiedoso. Quando Deus nos dá um dom, também dá um chicote – e esse chicote se destina exclusivamente à nossa autoflagelação."

Introdução do livro Música para Camaleões, de Truman Capote.

sábado, 7 de novembro de 2009

Detesto

Detesto o começo deste poema,
sua continuação
e seu final.
Ele ameaça sair, comunicar a que veio
e não o faz,
como agora.
Detesto a linha que está tentando ler.
E a seguinte, que é esta.
E a outra.
Detesto este jeito Bukowski de escrever,
de loucura roubada
ou caso de amor infeliz
com palavras
consumidas.
Detesto, mas é verdade:
os melhores disseram bem pouco
e os piores, demais.

4 comentários:

Sapinha Ilhoa disse...

Amanhã roubo ele,pode deixar!
Adorei, e a foto tá exata!
bj

Gabriel Gómez disse...

Obrigado Dona sapinha... Beijo refrigerado.

Anônimo disse...

liindo liindo é vc qe cria?

Gabriel Gómez disse...

Sim... Como o título do blog já conta, os escritos (salvo crédito) são deste servidor...
Obrigado.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails